Mulheres…

Numa das cenas mais famosas do cinema, o vento do metrô levanta o vestido de Marilyn Monroe, expondo-lhe as coxas (O pecado mora ao lado / The Seven Year Itch). Há quem veja delicadeza e sensualidade nesta cena, mas eu vejo apenas uma ancestral da feminilidade carlaperiana. Dizem que os papéis levantados pelo vento que se aproxima do vestido branco fazem a cabeça imaginar aquilo que tanto se quer ver (Caso alguém de fato queira ver o que se esconde, clique aqui), mas a mim – sujeito de pouca imaginação – a cena sugere apenas que ela está com – pardon – fogo no rabo. Não somente a mim, aliás. Veja só o que a cena inspirou três décadas após o original.

Marilyn é um mito. Deve ter seus ardorosos fãs que a consideram a mais perfeita personificação do mais perfeito afrodisíaco. Já eu acho que a mais perfeita imagem de Marilyn se dá neste mesmo filme de Billy Wilder quando ela, numa das cenas mais brochantes que jamais se poderia imaginar, molha batata chips na taça de champagne.

Deve ter sido maldade do diretor. Na cena final de Se meu apartamento falasse (The apartment) a personagem interpretada por Shirley MacLaine se mostra muito mais sedutora ao tirar o casaco, expondo melhor seu belo sorriso a Jack Lemmon.

Anúncios

Um pensamento sobre “Mulheres…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s