Coletânea de haikais

Quem acompanha sabe que vários dos meus alunos do sexto ano andam escrevendo seus haikais. Nesta semana, quase que não dei conta de ler atentamente tudo aquilo que chegou a minhas mãos. Aproveito, assim, o sábado para compartilhar um pouco dos versos que recebi.

Marcos Magalhães :

A inocente lebre
que caminha ignorante
em direção à morte.

Fogueira incandescente,
centelhas ao céu,
lampeja após cessar.

André Oliveira Soares:

As coisas noturnas
com que você sonha
de repente acordam.

Folhas amarelas
despencam no chão:
saudades do verão.

Mel Machado Coelho:

A lagarta
que sai do casulo
agora voa.

Sem a brilhante vírgula
o céu triste
fica escuro.

Sem medo, a árvore balança
majestosamente
sua copa.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Coletânea de haikais

  1. Professor:
    Eu escrevi um novo poema:
    Interesse

    Tu,ontem
    Dansavas
    Bailavas
    Cedias
    Olhares
    Lascivos
    À todos
    Não eu!

    Pós tudo
    Ou nada
    Sei lá!

    Podia
    Só pensar
    Que não,
    Não pude
    Não tive
    Coragem
    De dizer
    Nem ”oi”!
    (Inspirado em ”A valsa”)
    Andre Oliveira Soares

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s