“Bagatela” – dica de leitura

O conto está aqui: http://rosamin.wordpress.com/2011/09/21/bagatela/

Ele começa trabalhando bem a mescla de discursos: “O céu azul sem nuvens era quase insuportável de se olhar. Não buscava pássaros ou balões, aviões, não buscava estrelas ou outras maravilhas.” O primeiro períoso pertence claramente à protagonista; o segundo – mais distanciado, mais analítico – é de responsabilidade do narrador. Por unir o ponto de vista íntimo e, por isso mesmo, passional da mulher com a leitura distanciada e, por isso mesmo, quase que fria do narrador, o texto ganha em densidade.

Além disso, vale nota o curioso senso moral da protagonista. Ela procura dentro de si alguma dignidade (tenta roubar o queijo mais barato), mas não deixa de se condenar (“Sabia que não valia nada.”).

Há outros tópicos que valem a pena abordar: sua relação com o passado e o modo como enfrenta o presente, sua autocrítica por não se sentir capaz de transmitir afeto, a solidão. Talvez isso vire assunto para um próximo texto.

Vá lá! E boa leitura.

O conto está aqui: http://rosamin.wordpress.com/2011/09/21/bagatela/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s