desaforismos

Quer se ver? Jogue fora seus espelhos!
*
Mais do que a resposta, a charada me atrai.
*
A satisfação requer a manutenção do desejo – a saturação, a permanência do bocejo.
*
O segredo, tal qual o decote, é a arte de sugerir sem mostrar.

Anúncios

2 pensamentos sobre “desaforismos

  1. Muito bons. Daria para escrever um ensaio sobre o primeiro. Que tal: “A superficialidade das aparências no mundo moderno”?
    O segundo me faz pensar em coisas mais “espiritualistas”: a vida é uma jornada, não importa aonde vamos, importa como vamos.
    No terceiro, chamou-me a atenção a oposição entre “manutenção” e permanência”. A meu ver, a primeira palavra remete a uma ação, enquanto a segunda, a uma passividade.
    Por fim, seu último “desaforismo” me faz igualmente pensar num tema para um ensaio. Algo como: “A beleza escancarada da atualidade seria de fato beleza?”
    É isso. Obrigada pelas reflexões.
    😀

  2. Confesso que não havia notado que o segundo aforismo sugeria o pensamento que você apontou. Agora até consigo ver nele algo daquela cena do carro-barco em Waking Life. Em todo caso, concordo com o “não importa aonde vamos, importa como vamos”.

    Só agora que você falou, notei que de fato manutenção (segurar com a mão) tem um sentido mais ativo que permanência. Por isso o diálogo é bom, ele faz com que a gente enxergue melhor.

    Eu também agradeço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s