12 – O rato perfeito

            Era uma vez um homem de muitas opulências e exageros. Ele muito viveu, consumiu prazeres e aprendizados, provou sabores e saberes. Teve muitos filhos; filhos próprios e filhos alheios – não só no mal, quanto no bom sentido. Teve tantos filhos que seus dedos e sua memória não poderiam contar. Viveu muito, sabia que ia morrer, mas não estava triste. Sem saber, no meio de tantas possibilidades, quem das suas crias era mais legítima que a outra, decidiu inventar um jogo para eleger seu herdeiro. Ele adorava jogos.

             Aquele, seja escultor ou músico, que fizesse, poeta ou malabarista, o rato perfeito, ator ou mestre-cuca, ficaria com toda a fortuna. Como cultivava a inteligência e a sagacidade, não restringiu a competição a apenas uma arte. E assim escultores e músicos, poetas e malabaristas, atores e mestres-cucas, todos eles mais os outros se dispuseram a construir o rato perfeito.

             O escultor fez um netsukê lindo. Combinou superfícies ásperas e lisas, movimento e hesitação, densidade e fluência. Parecia um simpático camundongo a um instante de se mover. O músico trouxe um ichigenkin, uma espécie de cítara de uma única corda, e o tocou como se tocasse um koto. Era como se todo um bosque estivesse na sua música, mas em vez de isso provocar confusão ou desagrado insinuava um delicado ratinho invisível se adentrando no recinto.

             O poeta fez um haiku simples e singular, com metonímias inusitadas, dando um ar de concretude e desapego ao pequeno mamífero. Provavelmente o público só entendeu o poema quando o próprio autor o explicou – coisa que desagradou e muito o velho juiz. Na sequência, de nada adiantaram malabarismos, fingimentos e ornamentos, o prêmio estava mesmo entre aqueles dois grandes artistas. Até que algo inusitado e óbvio aconteceu: a grande vencedora estava à espreita com sua ninhada.

1 comentário

Um pensamento sobre “12 – O rato perfeito

  1. Pingback: Metonímicas: dois novos textos | Mutuca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s