O que é mutuca?

 
 
 

Aos que já me perguntaram o que é mutuca (e também a quem nunca fez questão de saber), coloco esta antiga auto-entrevista. Há nela algo que morreu com o tempo (o site não existe mais, os links talvez não estejam funcionando), porém a essência – aquilo que me fez não apenas construir páginas na internet, mas principalmente abdicar de uma vida mais cômoda para ser professor – permanece. Eis a justificativa de eu ressuscitar este velho texto.

 

O que significa “Mutuca”?

1º de Março de 2006

 

O que significa “mutuca”?

Mutuca é uma mosca que incomoda o gado e os homens com sua picada dolorida. O dicionário diz ainda que é maconha enrolada, mas essa acepção nada tem a ver com o site.

 

Podemos esperar muitas polêmicas então?

Não pretendo chamar a atenção desse modo; seria um recurso barato. Tampouco considero que meus possíveis leitores sejam gado. O fato é que há muita coisa interessante que passa despercebida por todos nós. Meu intuito é facilitar o encontro de meus leitores com essas informações.

 

Não haverá poemas no site? Por ora só há prosa. A poesia não é algo interessante?

Não vejo problema algum em publicar poemas. A única restrição é quanto ao conteúdo. Prefiro temas objetivos. Se for um poema objetivo, tudo bem; se for lírico, irá destoar do meu propósito. O site se mira no conteúdo, não na pessoa que escreve.

 

Você é professor de Português. Será um site sobre literatura?

Também. Mas prefiro dizer que é um site sobre idéias. Não será surpresa encontrar algum artigo sobre Exatas. Há link para uma página de Biológicas, por exemplo.

 

Um site sobre idéias. Já não há fontes de informação o suficiente por aí?

Com certeza há. Visito diversas páginas por semana, fora os livros da minha biblioteca. Mas eu estaria me iludindo ao acreditar que todo aluno acessaria dezenas de sites de informação por semana ou formaria sua biblioteca em curto prazo (mais importante que formá-la é conhecê-la). O site será não mais que um almanaque.

 

Ele não corre o risco de ser superficial?

Não me preocupo com isso. Não é uma página para estudantes universitários se especializarem – pelo contrário! Meu público-alvo é aquela pessoa que procura abrir sua mente, para aquele que procura expandir seu leque de opções. Isso não significa, no entanto, que o conteúdo será ruim.

 

Não seria mais oportuno se seu site fosse só de Humanas?

Mais importante que escolher entre ser de Humanas ou ser de Exatas é optar pelo conhecimento. Restringir nossa área de interesses é mais nocivo do que parece.

 

Isso contradiz a necessidade de uma especialização cada vez maior.

É possível se especializar sem se fechar. Especialização e abertura são dois movimentos de extrema importância. Sem a primeira seremos superficiais, sem a segunda não saberemos pra que serve a primeira.

 

Você foi técnico eletrônico, hoje trabalha com Humanas. Foram essas situações que determinaram o que você é?

Creio que é simplismo dizer que o indivíduo é determinado por elementos externos. Muitas pessoas têm contato com Humanas e Exatas (todo mundo que faz colegial). O diferencial é que eu procuro vê-las como ferramentas conciliáveis. Não que eu busque uma síntese, mas muitos limites são desnecessários. Dizem que a ciência é mais precisa e a arte mais densa, mas o contrário também se pode verificar. Há diversos pontos de interseção; há muitas áreas de contato. Minha paixão pelas Exatas e pelas Humanas se liga à minha curiosidade e à capacidade que esses conhecimentos têm de alimentá-la.

 

Insisto: Você foi influenciado pelas Exatas até os 19 anos. Só depois é que começou a se interessar pelas Humanas. Você nega, mas seu site propõe uma síntese dessas ciências. Dá mesmo pra negar que o indivíduo seja um produto do meio?

De certa forma. Afinal o indivíduo tem condições de escolher o meio que irá influenciá-lo. Ele não é tão passivo assim.

 

Talvez isso seja polêmico…

Se eu não acreditasse que o indivíduo pode mudar sua história não teria feito este site.

 

 

 

 

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s